10/07/2013

O mundo grita


A tantos gritos no mundo...
O de liberdade e amor,
de dor e horror.
De alivio... Ânsia e até o de ganância.


O mundo grita
aos poucos se agita.
Mas logo adormece
calado, medroso... rendido


E os ouvidos de quem pode mudar parecem surdos
adormecidos, em vários sons mudos.
Abafados por faxadas de mentiras
e pelas linhas imaginárias dos territórios.


Já não grito mais,
apenas observo os sinais
que o mundo emana todos os dias,
calmamente, sem gerente algum
para sua sinfonia.


Aos que querem enxergar
Bem vindos,
Aos que preferem se calar
Tenho pena, já que as mentiras os detém cativados, submissos... Inertes.


E nada muda,
na á de evoluir
sem esse véu de mentiras cair
Continuaremos imersos nas trevas.
      - Laís R. Dias - 10/08/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário