25/06/2010

Continuo angustiada ...

Hoje eu acordei, perambulei pela casa, me imaginei em um outro lugar, tentei de tudo pra não me sentir sozinha. Não consegui, o sentimento me persegui e insistiu em me ter como companheira, dei vários suspiros, tentei ignorar, fingir que não estava lá... Fugir um pouco da realidade amarga e torturante.

Na verdade o que eu estou sentindo é medo.
A "maior idade" chegou e eu perdi meu colo, meu alento, não tem mais apoio moral, se duvidar nem apoio tenho, acabaram com meu direito a indecisão, colocaram sem permissão um ponto final e definitivo nas ilusões e o melhor (lê-se pior) começaram as falas de "Você não é grande de mais pra isso?", "não acha que esta na hora de mudar sua postura infantil?"... São tantas coisas a determinar, que eu realmente já não sei mais o que fazer.

As vezes eu me vejo perdida, morrendo de vontade de chorar e gritar sem motivo, de ter um colo, um amigo que eu pudesse contar, irônico, eu amo e e confio minha vida a eles, mas não meus sentimentos, alguns eu até conto, são banais e sem importância, mas outros, como esse que sinto agora prefiro guardar só pra mim.

Me pego pensando em lembranças e mágoas passadas, coisas que eu tente, fingi ou realmente pus um ponto final. Mas ainda dói, leio livro, procuro distrações, não quero machucar/preocupar outros com minhas feridas e mágoas, como dizem: "Já estou grandinha pra isso".

Parece que em algum ponto da minha vida perfeitamente planejada eu errei, e não consegui viver o que eu deveria, não aproveitei os momentos que tive, e os que eu aproveitei por um motivo bobo apaguei com a borracha, simplesmente apertei o delete.

Ao que tudo indica a falsa certeza que me cercou até os dias de hoje esta cada dia mais fragilizada, talvez até já tenha se quebrado por completo.

O que restou de todos os meus 17 anos passados? Milhares de palavras hoje confusas, medos aos montes, sonhos por realizar e nenhuma gota se quer de certeza.

E nem adianta dizer que é fase, que passa... Não vai passar, posso fazer 19 ou morrer com 18 tanto faz, mas ainda tenho duvidas e pelo visto vou continuar a tê-las já que ninguém é capas de responder.

O jeito é botar tudo pra fora da melhor maneira que eu consigo... Escrevendo.
Enquanto,ainda vou guardar algumas coisas só pra mim, porque acima de tudo o que eu sinto e da confusão (mental) em que vivo, a vontade de esconder algumas coisas ainda esta presente... E por mais que eu negue eu sei o como esconder as coisas muito bem.

Afinal...

"
Você pode ver meu sorriso
Não notar minhas lágrimas
Achar tudo esta muito normal
E chorar quando estiver em meu funeral
" (By Sakura Ikari)



Kissus

Nenhum comentário:

Postar um comentário