06/04/2012

O Veneno do Amor.

Remexendo no passado (passado de 2007) e procurando algo legal no meio da minha adorada pilha de poemas achei um que por hora faz muito sentido, e como faz tempo que eu não posto nada, acho justo que ele descreva o que no momento eu estou pensando, mas ele é de uma época em que eu era muito "criança" ainda... Os sentimentos ainda eram novidade (amar ainda é novidade, mas naquela época paixão e amor era tudo a mesma coisa... Eu pensava assim), então vou postar apenas dois trechos.

"O veneno do amor"

Seu gosto ainda esta em minha boca,
Seu cheiro não sai da minha roupa,
Suas palavras lotam minha mente
Meus pensamentos ainda são seus.

(...)

Se ao teu lado eu sorria
Hoje sua simples lembrança me faz querer lágrimas derramar
Estou pedindo ao céus
Para um dia esse amor se findar.

Laís R. Dias - 08/08/2007

O amor é um veneno de gosto amargo quando esta no fim, é como tomar um remédio que enquanto está sobre nossa língua ele é doce e até amigável, mas quando desce pela garganta chegando ao fim deixa um gosto amargo inconfundível, ele te marca pela gosto ruim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário