05/06/2010

Enfim 18....

Quem foi que disse que fazer aniversário era uma coisa maravilhosa, e chegar a maior idade um feito, deveria saber que ganhar responsabilidades não é tão interessante assim. E o pior 18 anos nada mais é do que viver 18 anos de lágrimas, torturas, brigas... E alguns momentos de paz e felicidade.
Mas será que ter 18 é tão bom assim?
Creio que é uma data triste, você olha pro lado e sabe que a viva das pessoas que mais ama e que são mais velhas que você esta acabando, esvaindo por suas mãos, alguns sofrem sem serem notados, outros se fingem de condenados... Mas ainda existem brigas... Ainda existem desafios, ainda há muito a se aprender.... E ensinar.
És então que a conclusão é que ter dezoito anos não é nada menos que ver que tudo que você fez, aprendeu e caminhou não chega a um quinto do que ainda tem que fazer, aprender, explorar e lutar para conquistar.
NADA vem de graça, e se para uns dirigir o carro dos pais, afundar-se em bebidas, sexo e drogas é a graça dos 18. Prefiro estar morta e cremada, pra não ter que sofrer baixas ou perdas... Pra não ter que perder a pureza e o jeitinho infantil, para continuar a sonhar e ter um colo ou um abraço para acalentar quando meus medos e pesadelos vierem me assombrar. Para ter um sorriso e uma palavra de sabedoria quando estiver perdida, para ouvir o celular tocar e sentir que do outro lado da linha tem alguém me esperando, desejando minha paz... minha segurança. Para ter sempre alguém acordado de madrugado esperando a chave no portão fazer barulho e perguntar "Como foi?" ou até mesmo para brigar...
Grande coisa fazer 18 anos... ganhamos tantos "direitos" esquecemos dos "deveres" e perdemos os sentimentos que nossos pais, responsáveis ou conhecidos tem por nós.
De verdade, tudo que eu queria era dormir e ver que ainda tenho 12 anos, que tudo que eu passei era um sonho e amanhã eu ainda vou poder brincar com as bonecas deixas na estante empoleirada, sem ter cobranças ou falhar com as expectativas desse "novo ano".

Nenhum comentário:

Postar um comentário